• Flavio Moreira

Dark | A simbologia hermética na série Dark

O Vem Cmg Videocast dessa semana disseca a produção original alemã pelo prisma da filosofia hermética do antigo Egito. O que podemos aprender com Dark?


Confesso que Dark não foi uma série que me pegou de primeira. Uma das minhas irmãs me indicou que assistisse, e quando comecei, demorei um bom tempo até finalizar toda a primeira temporada, há mais ou menos um ano.


Ela começou a assistir a série alemã entre o fim de 2017 e início de 2018. Enquanto ela assistia, lembro que as músicas de suspense me chamavam bastante a atenção, assim como a fotografia. Eu sabia que em algum momento eu assistiria.


O fato é que hoje eu escrevo esse artigo para analisar a história de Dark com um olhar atento aos simbolismos da filosofia hermética, uma das várias referências do enredo criado por Jantje Friese e Baran bo Odar.


Eu sei que você pode estar, talvez, se perguntando: mas este não é um blog que fala sobre desenvolvimento pessoal?


Sim! E assim continuará. Falar sobre Dark é, inevitavelmente, falar sobre a vida. E você vai entender o porquê e o que podemos aprender com esta série.


Eu também fiz um vídeo, que acompanha esse artigo, onde apresento situações onde identifiquei a forte presença das 7 leis herméticas no seriado.


Esse artigo, assim como o vídeo, apresenta spoilers. É impossível falar sobre o assunto sem mencionar acontecimentos da série. Portanto, se você ainda não assistiu e tem a intenção de assistir, te aconselho a só prosseguir se já tiver assistido todas as temporadas.


Se você não assistiu, vai assistir, mas não liga de saber as coisas antes, então fica aqui. Se você já assistiu as três temporadas e se interessa por aprofundar seus conhecimentos nas simbologias por trás da série, esse artigo e o vídeo no YouTube são para você!


Vamos começar...


A filosofia hermética foi criada por um sábio chamado Hermes Trismegisto que teria existido entre 3.000 à 1500 a.C. Não se conseguiu, até hoje, precisar uma data do período de sua existência e nem mesmo foi oficialmente confirmado que ele existiu.


Acredita-se que ele viveu 300 anos. Algo inacreditável para o nosso tempo, para o que sabemos. Para o que temos de senso comum.


Ainda assim, a sabedoria do conhecimento do Hermetismo passou de mestre a discípulos, e já chega aos quase quatro mil anos de existência. Hermes foi o pai da ciência oculta. De sua sabedoria foram criadas a alquimia, que deu origem a química moderna, a psicologia mística, que originou a psicologia moderna e a astrologia, que deu origem a astronomia como conhecemos hoje.


Muitas culturas disputam a origem de Hermes. No Egito ele foi caracterizado como o deus Thoth. Na Grécia, os povos antigos o identificaram como o Deus da Sabedoria.


Hermes trouxe ao conhecimento dos homens as conhecidas 7 leis universais, conhecidas como As 7 Leis Herméticas, pelas quais todo o universo é regido. Entende-se muito sobre a vida e o nosso papel no mundo com o entendimento desses princípios.


Entre suas obras, Hermes criou a conhecida Tábua de Esmeralda que aparece tatuada nas costas do Noah, em um quadro no Hospital de Winden e na parede do quarto onde o Jonas adolescentes repousou em 1921.


Essa tábua apresenta 15 passagens de onde se pode extrair as sete leis. Ela foi traduzida para o latim pelo escritor João de Sevilha, e é nessa versão que a tábua aparece em Dark.


Entre uma das passagens da tábua de Esmeralda está o escrito Sic Mundus Creatus Est. que significa E Assim o Mundo foi Criado. Na série, a tábua foi levemente alterada para que se pudesse centralizar este Sic Mundus por motivos óbvios, já que esse foi o nome dado a sociedade secreta criada por Adam e que conhecemos na segunda temporada.


Este vídeo abaixo mostra uma explicação da filósofa e professora Lúcia Helena Galvão explicando as passagens da Tábua de Esmeralda, conforme o que o nosso humilde conhecimento pode captar do que ali está.

O conhecimento oculto do hermetismo em Dark, segundo as 7 Leis herméticas é interpretativo. Eu consegui perceber das seguintes maneiras, lei a lei, conforme vou explicar abaixo, com alguns, dentre muitos exemplos no roteiro da série.


1) Princício do Mentalismo - Primeira Lei


Essa lei dá origem a todas as outras. É uma lei mestra, vamos dizer assim. A mais importante. Onde tudo começa.


Pela lei do mentalismo, tudo é mente, inclusive o que vivemos. Segundo esse princípio, nós somos uma criação na mente do Todo. Esse Todo é Deus. O universo é uma criação na mente do Todo.


Não há nada fora do Todo. Ele é o que é. E assim como ele tem uma mente, nós também a temos. Porém, a mente do Todo é infinita enquanto a nossa é uma mente finita.


A grande sacada aqui é perceber que tudo o que criamos vem de nossa mente, do que pensamos e imaginamos. Nós somos seres que criam, que têm a capacidade de tornar real o que vem de nossa imaginação.


Em Dark, pude perceber o princípio do mentalismo na criação de mundo que cada um dos personagens principais queriam dar.


Adam idealizou um novo mundo a partir da manipulação de pessoas em seus devidos lugares em cada um dos tempos mostrados na série. Ele planejou cada ação, cada conversa, cada momento.


Tudo isso foi imaginado na cabeça dele. Foi tudo arquitetado e só existiu na imaginação dele, antes de se tornar real. Antes de cada conversa e ordem que ele deu ao Noah, tudo era, primeiro, um plano na mente dele, Adam.


Antes de enviar o Jonas adolescente para 2019 para"evitar o suicídio do Michael", aquilo teve uma imagem mental na cabeça do Adam. Era só um plano.


A Cláudia ter chegado a conclusão de que havia um mundo origem, que não era nenhum dos dois mundos - de Jonas e Martha Alterna -, era uma imaginação na cabeça dela. Antes dela colocar as ações em prática para ver se iria funcionar, ela imaginou, pensou... E tudo isso foi só uma criação em sua mente.


2) Princípio de Correspondência - Lei Segunda


Essa lei diz que há relação entre as coisas, os planos de existência. Como diz a própria lei O que está em cima é como o que está embaixo; o que está embaixo é como o que está em cima.


Ou seja, O Todo possui uma mente, assim como nós também possuímos as nossas, que funcionam de maneira parecida, mas não são iguais a mente do Todo. A começar que a mente do Todo é infinita e a nossa, finita.


E essa correspondência não acontece apenas quando o assunto é mente, mas em relação a tudo. E para exemplificar, eu vou ficar só com as emoções nesse post.


Se acordo pela manhã, medito, ouço minha música favorita do momento e agradeço pelo que tenho, eu, Flavio, tenho um dia com muita disposição, empolgação e energia para fazer os meus compromissos. Meu humor fica ótimo e minha relação com as pessoas também.


Porém, se por algum motivo, não consigo realizar meus rituais matinais, e vou atropelando uma coisa atrás da outra, isso interfere no meu humor e na minha produtividade durante o dia, fazendo com que ela seja abaixo do que seria se eu tivesse realizado meus rituais matinais.


E por que? Porque no meu caso, não meditar pela manhã e seguir aquelas passos me deixa em desequilíbrio. Logo, meu dia vai andar em congruência com aquela desordem que aconteceu, se eu não reproduzir minha rotina matinal.


Em Dark, pude ver a lei de correspondência em acontecimentos como a existência de um mundo origem gerando outros dois mundos, com a criação da máquina do tempo do Tannhaus.


Perceba que os dois mundos (mundo do Jonas e da Martha Alterna) possuíam reflexos do mundo origem (ex.: existência de muitos dos mesmos personagens como Hanna, Peter, Regina, Cláudia, por exemplo), mas esses mundos não eram exatamente iguais ao mundo origem. Até em termos de acontecimentos eles tinham suas diferenças.


3) Princípio de Vibração - Lei Terceira


Essa Lei diz que tudo está em movimento, tudo se move. Assim como as partículas que compõe nossos corpos e tudo o que existe, assim é também com as demais coisas.


Em Dark, vemos que os estados de espírito reverberam sempre algo nos personagens e em quem interage com eles.


Um Adam vivido e com suas próprias conclusões e modelo de mundo, influencia Noah, Jonas adolescente, Bartozs, Agnes e outros personagens a fazer o que ele deseja para seguir o seu plano. Ou seja, ele influencia as mentes das pessoas.


Adam e Eva, cada um em seus respectivos mundos, induzem pessoas a agirem sob suas lideranças para concluírem seus planos. Logo, essa vibração, pode ser entendida como a influência.


Vemos também, Claudia induzindo Jonas adolescente. Jonas adolescente induzindo a Claudia de 87 a cumprir certas ações. Jonas de meia idade iduzindo os jovens Franzisca, Magnus e Bartosz... Entre muitos outros exemplos.


Para continuar esse assunto, assista o vídeo com a primeira parte sobre as leis herméticas que observei em Dark. A segunda parte será lançada nessa sexta-feira (24/07).



Conheça e ouça os meus podcasts, Vem Cmg e Vem Cmg Expresso:

Ouça no Spotify

Ouça em Apple Podcasts

Ouça no Google Podcasts

Ouça no CastBox

Conheça o meu canal no YouTube:

Vem Cmg no YouTube

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

NAVEGAÇÃO

ESTEJA CONECTADO COMIGO!

  • YouTube - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
  • Deezer - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
telegram-flavio-moreira.jpg

© 2021 por Flavio Moreira | Flavio Moreira Coaching & Desenvolvimento Humano | Todos os direitos reservados.