• Flavio Moreira

Desagrade! Aprenda a dizer não

A difícil missão daqueles que se sentem desencorajados a desagradar

Imagem de Nadine Shaabana via Unsplash


Um belo dia você acorda e está cansada(o). Pesa sobre você os excessos de SIMs que andou dando a todo mundo. Você fez isso por amor e aqueles que se beneficiaram da sua ajuda, não necessariamente fizeram isso por maldade.


No artigo de hoje eu vou falar sobre os benefícios de saber dizer NÃO. Vou falar também sobre o que você perde e ganha quando não sabe fazer isso. Mas, Flavio... Como assim? Eu ganho algo quando digo sim para outra pessoa mesmo sabendo que posso me prejudicar? Sim. Você ganha.


Fica comigo, aqui nesse post, que nas próximas linhas eu vou falar mais sobre tudo isso.


Todos nós somos amor. Nós fomos feitos pelo amor. Eu nem sei qual é a sua religião, suas crenças. Não sei o que você acredita... Se você não tem religião, mas ainda assim acredita em Deus, talvez você saiba do que eu estou falando.


Se você é ateu, substitua Deus por natureza ou universo... Ou algo que você se conecta melhor.


Você não foi gerado e criado para ser um projeto para dar errado. E para você entender melhor o que estou dizendo, vem comigo nesse pensamento aqui.


Quando você quer realizar algo, seja escrever um livro, aprender uma nova língua, jogar uma pelada, fazer um curso ou um bolo, você faz essas coisas pensando e querendo que dê certo ou errado?


Se você é como a maioria das pessoas creio que tenha respondido que faz para dar certo, coreto? Pensa em vencer a partida da pelada, pensa em fazer um bolo que fique uma delícia , pensa em terminar o curso de inglês ou francês, pois quer falar e ler fluentemente.


Então, por que com a sua vida deveria ser diferente?


Os projetos que você quer realizar podem ser frutos de desejos, de coisas prazerosas que tem por objetivo te levar a alguma conquista, mesmo que seja ter apenas a sensação de realização.


Agora eu te pergunto: existe alguma racionalidade em não concluir esses projetos, seja pelo motivo que for?


Tá certo que em alguns momentos você pode ter obstáculos, previstos ou não, que tornam necessárias umas mudanças de rota, pensamento ou um realinhamento. Tem situações que podem precisar ser adiadas por um tempo. Porém, por um tempo não significa a vida toda ou deixar de existir.


Eu terminei de assistir, há poucos dias, a segunda temporada de uma série alemã (disponível na Netflix) chamada Dark. Eu não vou entrar no detalhamento da história, mas basicamente o enredo é sobre viagens no tempo de uma forma que acredito que dificilmente você viu antes.


Em breve pretendo fazer um post conectando os aprendizados que esse programa passa em relação a vida. Por hora, vou ficar com apenas uma frase marcante, dentre várias dessa série, de um dos personagens. Olha só o que ele disse:


Nós não somos livres nas nossas atitudes, pois não somos livres nos nossos desejos

BUUUUMMMM UUUUAAAAAUUUUU! Que frase poderosa!


Eu não sei se você teve o mesmo entendimento que eu, e talvez, eu ter falado aqui fora do contexto da história que se passa por lá, te leve a ficar até confuso.


Mas o que eu entendi dessa passagem é que os nossos desejos precedem nossas atitudes, os comportamentos, mas o fato de não nos permitirmos ser livres para curtir o desejo, lança uma trava e a gente se comporta de maneira que não realizamos.


Essa conclusão é muito dura. É uma verdadeira porrada! Mas é um pensamento que vem para chacoalhar mesmo! Caso contrário, não cumpre a missão, de pelo menos, nos forçar a pensar que se você não realiza o que deseja é porque você não se comporta para tal. Se não realiza o que deseja, você não se permite desejar, ainda que isso seja um processo inconsciente.


Querer um emprego novo e sonhar com isso só vai se materializar e acontecer se você viver o que almeja com ações. Se começar a fazer o que é demandado de você para conquistar esse novo job. Procurar o novo emprego, cultivar o networking, falar com pessoas, verificar as habilidades necessárias para ocupar o cargo, desenvolver as competências que ainda necessita para chegar lá, comparecer às entrevistas em que for chamada(o) e estar pronto.


Não existe moleza... É uma jornada mesmo. E que bom que é assim! É preciso curti-la. Devorá-la. É preciso ir com vontade. Na hora que pensar em desistir, é melhor descansar, justamente para fugir da desistência, e é ai que mora a diferença entre o bem sucedido e o que fracassou.


Fracassado não é o que vai ao fundo do poço e cai. É aquele que não desiste mesmo quando está no vale. Bem sucedido é aquele que mesmo quando estava lá no fundo, persistiu e descansou quando pensou em desistir. Depois continuou pois ele tinha clareza de onde queria chegar.

Vão ter pessoas te desanimando


Sim! Isso não é novo. Pelo menos desde que o mundo é mundo é sabido que as pessoas de fé (não é só um aspecto religioso e divino, estou falando da fé como crer que algo pode ser melhor e que você tem certeza que vai conquistar o que deseja) enfrentam a maior batalha que uma pessoa pode enfrentar: a que ocorre dentro delas.


Em diferentes passagens bíblicas existe o "orai e vigiai". Cuida dos teus pensamentos, pois são eles que geram sentimentos que depois geram comportamentos. Olha o poder disso!


Muitas vezes você pensa com base nas suas experiências passadas (naquilo que viu, escutou, sentiu e interpretou) e dentro disso estão as outras pessoas. Quem são esses outros indivíduos que influenciam o teu viver, o teu pensamento.


Quem, junto com você, constrói o teu modelo de mundo?


As pessoas que fazem parte da sua ambiência afetiva (adoro esse termo! Obrigado Fábio de Melo) são as que você mais concede a palavra como verdade. E as vezes você nem sabe. É inconsciente (olha ele ai de novo!).


Pai, mãe, irmãos, amigos, colegas, chefes, tios, avós... Essa galera te influencia. Essa influencia deles te afasta ou te aproxima da sua verdade?


O que eles te dizem e conversam faz ou não faz sentido para você? Para os seus pensamentos, para quem você é?


Se você estiver vivendo no automático nunca vai conseguir perceber isso, e ai, tudo o que te falarem você vai aceitar como verdade sem nem se questionar. Quando você se der conta, escolheu a carreira que não tem nada a ver com seus talentos. Se casa com alguém que tem valores que não combinam com os seus. Vive onde você nem gostaria de viver... Você é só levado(a). Realmente como a música do Zeca, Deixe a Vida Me Levar.


Se você ainda não fez isso, quando é que você vai acordar?


Cada um tem o seu tempo e ele acontece de acordo com seu nível de consciência. Não há certo ou errado. Quer começar? Então inicie se questionando. Fazendo perguntas a você mesma(o).


  • O que eu quero profissionalmente para a minha vida?

  • Quem são as pessoas importantes para mim?

  • Se eu estou perdida(o) agora, o que Deus ou o Amor diria para mim?

  • Que talentos que tenho me aproximam de uma atividade verdadeiramente prazerosa para mim?

  • Que valores me motivam para eu entrar em ação?


Eu dei só o exemplo de algumas entre milhares de perguntas que você pode se fazer para voltar o olhar para dentro e começar a fazer, hoje, a mudança que você quer para sua vida a partir da busca pelo autoconhecimento.


Não é só uma hashtag. Autoconhecimento é mesmo libertador!


Enquanto você não busca o autoconhecimento corre um elevado risco de viver dizendo SIM para o outro e NÃO para você e seus desejos. Você se machuca e perde oportunidades. Perde a chance de fazer o que gosta, de viver a vida que deseja.


Ganha também uma massagem no ego, claro. Ou você achou que diz SIM para os outros só porque você é um(a) coitado(a) que todo mundo pede e você aceita?


Quando você diz SIM para os outros, perde o que eu mencionei acima mas ganha o prazer de fazer pelo outro, de não vê-lo chateado, de não estremecer ou terminar uma relação que você é apegado(a). De não escutar uma reclamação. De não se estressar, não é mesmo?


Claro que tem um benefício! É por isso que você tem dificuldade de desagradar. Mesmo que a primeira vista sejam coisas subjetivas.


Mas te provoco: esses ganhos são mais ou menos importantes do que você viver a sua verdade ao dizer SIM a você e o seu tempo?


Onde você cultiva o amor próprio? No SIM ao outro ou no SIM a você?


É importante também dizer para deixarmos as visões ingênuas de lado. Não estou dizendo aqui que agora é 100% SIM para você e NÃO para os outros, principalmente quando tem pessoas importantes para você e que te amam, que precisam de ti de verdade. Aqui estamos falando de equilíbrio.


Até para os que você ama será necessário dizer não e desagradar no momento certo, pelos motivos corretos. O NÃO que educa, que é diferente do NÃO da visão ingênua, da preguiça ou da pirraça.


Quais são os benefícios do SIM a mim?


Nossa! São muitos!


Primeiro de todos é que você vive o amor próprio de verdade. Você vive a sua verdade. Vive as oportunidades que cria, vive o que o seu coração e suas intenções querem. Sem culpa, sem medo do que os outros vão pensar.


Você sabe quem é, entende porque faz o que faz e onde quer chegar. Perto disso, o que é a opinião do outro?


O SEU SIM vai te ajudar a conquistar seus objetivos, sonhos e metas, justamente porque você entende quais são suas prioridades, respeitando você e o próximo. Você pensa e age com maturidade.


Quer saber que sentimentos você tem com esses pensamentos? Alegria, gratidão, perdão, satisfação, amor.


Só tem uma coisa que eu preciso te falar: chegar até ai é uma construção. Você precisa de tempo. Do seu tempo para trabalhar esses pensamentos, sentimentos... Estados emocionais saudáveis que farão ter uma melhor relação com você e com os demais.


Eu espero, de verdade, que esse post possa ter te ajudado como uma pequena luz que seja para contribuir com seu pensamento. Uma provocação que pode doer um pouco, mas que tem por objetivo te ajudar a ser quem você foi feito(a) para ser e não o que te dizem.


Espero que a cada dia a partir de hoje você possa dar pequenos passos rumo a sua verdade em todas as áreas da sua vida, começando por aquela que é prioritária para você.


Assine os meus podcasts Vem Cmg e Vem Cmg Expresso em seu agregador de podcast favorita ou no Spotify e tenha acesso a mais de 800 minutos de conteúdo sobre desenvolvimento pessoal e histórias inspiradoras. E siga o canal do podcast no YouTube! Só não esqueça de tocar o sino para ser notificado dos novos vídeos publicados toda semana por lá.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

NAVEGAÇÃO

ESTEJA CONECTADO COMIGO!

  • YouTube - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
  • Deezer - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
telegram-flavio-moreira.jpg

© 2021 por Flavio Moreira | Flavio Moreira Coaching & Desenvolvimento Humano | Todos os direitos reservados.